Campanha do medicamento no Grendacc

Olá pessoal!

Vejam a seguir algumas informações sobre a campanha que o Grendacc está realizando com o objetivo de obter recursos para tratamentos a pacientes:

CAMPANHA DE MEDICAMENTO

 

O Grupo em Defesa da Criança com Câncer – GRENDACC – é uma entidade filantrópica de apoio  a crianças portadoras de doenças oncológicas e hematológicas, bem como às suas famílias. Sua sede fica na Av. Dr. Manoel Idelfonso A. Castilho, 300 – Parque da Represa – Jundiaí-SP, onde aguardamos sua visita. A finalidade do grupo é dar apoio aos seus assistidos através de atendimento médico, psicológico, social, pedagógico, fisioterápico, nutricional e odontológico, além de complementação alimentar com o fornecimento de bolsas de alimentos e medicamentos de alto custo, próteses, cateteres e pagamento de exames específicos tais como mapeamento ósseo e ressonância magnética, entre outros.

Para manter esse trabalho temos um custo mensal de mais de R$ 300 mil. São 2.500 atendimentos realizados todos os meses, em benefício de 350 pacientes, de zero a 19 anos de idade, vindos de toda a região.

Mas ainda temos um grande desafio pela frente: construir as próximas etapas do Hospital Bolívar Risso, que hoje funciona como Ambulatório. Nestas próximas fases serão instalados Centro Cirúrgico, UTI e Área de Internação. A obra está estimada em R$ 2,5 milhões e somente com a sua conclusão o Grendacc poderá garantir atendimento integral a seus pacientes, não havendo mais a necessidade de encaminhá-los a outros hospitais seja para internação ou realização de cirurgias .

O tratamento do câncer é realizado com quimioterapia e esta, por sua vez deixa, o paciente com a defesa do organismo muito baixa causando vários outros problemas. Tais pacientes necessitam de um medicamento (Cardioxani) utilizado para proteger o coração do efeito tóxico da quimioterapia. Uma única criança precisa desse medicamento por dois dias, tendo um custo de R$1.290,00.

Por isso contamos com a sua colaboração ou de sua conceituada empresa, ajudando dentro de suas  possibilidades.

 Agradecemos a atenção e aguardamos um retorno o mais breve possível, bem como a visita dos senhores à sede de nossa instituição.

ATITUDE SOLIDÁRIA na TV Educativa de Jundiaí (TVE)

   

Olá pessoal!

O ATITUDE SOLIDÁRIA – Centro de Voluntariado de Jundiaí e região foi assunto na TV Educativa de Jundiaí na última segunda-feira (26/09/11).

O projeto foi tema principal da reportagem do Telejornal da TVE 2ª Edição e tratou da importância do voluntariado para as organizações sociais e do Centro de Voluntariado que está chegando para ficar e transformar as ações solidárias em Jundiaí e região.

A reportagem também comentou sobre ações voluntárias do Grendacc e com imagens do Lar Anália Franco que possuem uma área voluntária sólida e atuante.

Desta forma, compartilho com vocês o vídeo com a reportagem mencionada:

Caso tenham alguma dificuldade na visualização favor acessar http://www.youtube.com/watch?v=CUUydzT86As

Façam seus comentários, participem ativamente desta nova onda que está chegando para ficar e transformar a nossa região!

Voluntarismo ou Voluntariado?

Olá!

A nossa proposta hoje é discutir um tema apaixonante e intimamente ligado ao progresso e crescimento das comunidades.

Existem diversas formas de exercer o direito à cidadania, porém, um dos mais efetivos, trata-se do “VOLUNTARIADO”, o qual é movido por um combustível inesgotável chamado “SOLIDARIEDADE”. O grande diferencial do voluntariado é que não depende de fórmulas mágicas ou burocracias que as pessoas adoram criar, mas sim pelo simples desejo de ajudar…alguém, uma causa, um projeto…a si mesmo.

Para conhecermos um pouco mais sobre o que é Voluntariado, vejam a seguir uma matéria exibida no site do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) Brasil, que trata de diferenças nas relações dentro da prática voluntária e solidária.

ONG alia voluntariado ao desenvolvimento
Ciclo de Palestras do PNUD apresenta trabalho da Parceiros Voluntários, instituição que se destaca na promoção do tema

do PNUD

Voluntarismo é diferente de voluntariado organizado. Enquanto o primeiro é motivado pela busca da satisfação pessoal de quem o pratica, o segundo se dedica às necessidades do outro e tem como foco o bem coletivo. Nesta síntese, Maria Elena Pereira Johannpeter, presidente da ONG Parceiros Voluntários, tenta explicar algumas nuances que distinguem o trabalho profissional e consistente da instituição, cujas ações têm contribuído para o desenvolvimento de comunidades menos favorecidas no sul do país.

Convidada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para apresentar a mais recente edição do Ciclo de Palestras sobre Políticas Públicas, em Brasília, Maria Elena dividiu suas experiências à frente da ONG, que completou 15 anos de atuação. A temática em debate vem ao encontro das iniciativas da ONU para promoção do voluntariado, no ano em que a instituição comemora o Décimo Aniversário do Ano Internacional dos Voluntários, e também do Dia Nacional do Voluntariado, celebrado em 28 de agosto.

 

Em uma década e meia de trabalho, a Parceiros Voluntários cresceu em números e em reconhecimento público. Atualmente, a instituição mobiliza mais de 372 mil voluntários, 2.482 empresas e 1.975 escolas em 82 cidades do Rio Grande do Sul (RS). Através de sua atuação, que envolve ações de mobilização, articulação, formação de indivíduos e instituições e estímulo a redes e parcerias para o atendimento a demandas sociais pelo trabalho voluntário, a ONG já beneficiou mais de 1,4 milhão de pessoas. “Atuamos em causas já instituídas: crianças, alfabetização, HIV”, exemplifica Maria Elene. “Os resultados obtidos são o combustível que nos alimenta para continuar voluntariando”, completa.

 

Um dos projetos do qual a ONG mais se orgulha chama-se Tribos nas Trilhas da Cidadania (veja o vídeo no final da matéria). Trata-se do maior movimento de voluntariado jovem do Brasil. Em 2010, 108 mil estudantes dos ensinos fundamental e médio do Rio Grande do Sul em escolas públicas e privadas foram envolvidos na iniciativa. O trabalho da ONG junto às empresas também merece destaque. A instituição fomenta a criação dos Comitês Internos de Responsabilidade Social Empresarial (RSE) e promove cursos de capacitação gerencial e de desenvolvimento de lideranças para organizações do Terceiro Setor.

 

Valores

 

As diferenças entre voluntarismo e voluntariado também ajudam a explicar os alicerces em que se fundamenta a Parceiros Voluntários. Enquanto o voluntarismo é feito de ações eventuais e isoladas, muitas vezes destinadas a ajudar um indivíduo, o trabalho voluntariado feito de maneira organizada possui estratégia de longo prazo, dedica-se a causas, tem como base a mobilização social e possui acompanhamento constante e avaliação de resultados.

 

Tais características fazem com que esse tipo de ação provoque mudanças positivas que se estendem do indivíduo ao coletivo, multiplicando valores como o respeito e a cidadania, proliferando as boas práticas, criando e desenvolvendo vínculos duradouros e proporcionando melhoria efetiva na qualidade de vida dos beneficiários.

 

“O voluntariado é acima de tudo um processo educador. É um caminho que passa pela educação para a solidariedade, a cidadania e a mudança comportamental. É, ainda, um processo que requer tempo”, explica Maria Elena, cujo trabalho se traduz na soma de idealismo, paixão e profissionalismo.

 

A Parceiros Voluntários é uma das instituições que integra a Rede Brasil Voluntário, parceira da ONU na campanha que comemora o décimo aniversário do Ano Internacional dos Voluntários.