(CORRENTE DO BEM) UM PEDIDO DE AJUDA


Bom dia pessoal!

Passando hoje para replicar e compartilhar uma campanha de doação para INSTITUTO ANJOS DA LUZ, que, em conjunto com o GSJNM – GRUPO SOCORRISTA JESUS NOSSO MESTRE, está pedindo doações cujo objetivo é, com o dinheiro arrecadado, reverter em alimentos, material de proteção, produtos de higiene e limpeza, etc. para famílias carentes.

Esta campanha foi motivada pela chegada do vírus COVID-19, que paralisou o Brasil e todo o planeta e, em função da necessidade de isolamento social, fez com que, principalmente famílias de baixa renda, tivessem suas dificuldades aumentadas. Portanto este é o momento para dar a nossa colaboração para ajudar pessoas carentes e necessitadas neste momento delicado que vive o planeta.

Para aqueles que desejarem entrar em contato com as instituições acima favor acessar os points de comunicação deles para mais informações: INSTITUTO ANJOS DA LUZ e GSJNM

O email de contato para esta campanha é unitodosialuzgsjnm@gmail.com

Whatsapp atual da campanha: (11)99714-1874 (Cleusa Martins)

Ver os dados para doação abaixo:

Instituto Beneficente Anjos da Luz

CNPJ: 11.313.096/0001-64

Banco Itaú – Agência 7472 – Conta corrente: 25000-5


VAMOS PARTICIPAR DESTA CORRENTE DO BEM!


SEJA UM(A) VOLUNTÁRIO(A) E RESPEITE A SUA ORGANIZAÇÃO!

ORGANIZAÇÃO, RECEBA BEM OS VOLUNTÁRIOS!


Acesse nossa página no Instagram e Facebook

Instagram: @atitudesolidaria1

Página Facebook

Grupo Facebook


O QUE É O VOLUNTARIADO (PARTE 2) – TERCEIRO SETOR


(Imagem do site Rio Voluntário)

Boa tarde pessoal!

Em sequência à nossa série de artigos sobre o voluntariado, vamos publicar hoje a parte 2 deste tema que sempre é referência mundial, já que o Voluntariado consegue unir conhecimento, disposição, boa vontade, esforço pessoal, desejo de ajudar, de transformar, etc., tudo isso aliado a uma pitada de SOLIDARIEDADE e CARIDADE presentes no coração de cada ser humano. São nesses momentos que conseguimos doar gratuitamente nossa capacidade física, mental, intelectual e espiritual para que projetos sociais e instituições possam oferecer condições melhores para a sociedade.

Não é possível falar do voluntariado sem mencionar os maravilhosos projetos de Organizações Sociais e Pessoas Empreendedoras em comunidades presentes no TERCEIRO SETOR.

Cada ação, envolvimento, projetos e resultados arremete este segmento da economia como um dos mais fortes em matéria de amor e solidariedade, sendo uma de suas principais bandeiras o VOLUNTARIADO. Para que conheçam mais sobre o voluntariado será importante conhecerem um pouquinho do universo que envolve o Terceiro Setor.

VOCÊ SABE O QUE É O TERCEIRO SETOR?

Existe um elo de ligação entre os principais poderes econômicos do país, que interliga pontos importantes que observamos nas comunidades o tempo todo e que nem os poderes público e privado os resolvem em sua totalidade, sendo necessárias ações que venham complementar as principais carências da sociedade. Este elo é o Terceiro Setor, cuja responsabilidade e ações permitem as soluções que as pessoas procuram e seus resultados tem trazido fórmulas admiráveis para famílias e organizações como um todo.

O Terceiro Setor representa hoje, uma importantíssima parcela que vem minimizar as principais dificuldades das comunidades.

Projetos assistenciais, sociais, ambientais, saúde, esportivos, educacionais, etc., preenchem lacunas e trazem soluções maravilhosas, proporcionando progresso, alegria, esperança e uma mudança clara na vida das pessoas.

Aqui no Brasil, ainda carecem algumas mudanças, tanto de atitudes, como em vontade política, mas, é claro percebermos a evolução a partir da década de 90, onde novas leis e mentalidades, trouxeram uma nova visão de pessoas e organizações.

Para um melhor entendimento dos principais setores da economia, vejam a seguir uma figura que ilustra os três setores e suas conexões no desenvolvimento de projetos voltados à sociedade:

São diversas áreas de ação, todas elas sendo adotadas e implementadas em projetos sociais que beneficiam comunidades e toda a sociedade. Veja a seguir estas principais áreas de ação dentro do Terceiro Setor:

Estas áreas e outras não mencionadas fazem parte do universo do terceiro setor, onde, sociedade organizada, líderes de comunidades e pessoas abnegadas, observam o contexto e criam condições para suprir ausências do estado nas necessidades das pessoas que vivem em uma determinada região.

A partir daí, é possível ver uma legião imensa de pessoas colaborando, ajudando, oferecendo o seu melhor, a fim de possibilitar que os projetos criados possam atingir seus objetivos e missão existencial. E nesse exercício de cidadania e solidariedade é que surge a força do Voluntariado, capaz de transformar tudo o que toca.

No próximo tópico de nossa série mencionarei a base mundial que incentiva a criação dos projetos sociais e a presença maciça de voluntárias(os). Vem com a gente!


SEJA UM(A) VOLUNTÁRIO(A) E RESPEITE A SUA ORGANIZAÇÃO!

ORGANIZAÇÃO, RECEBA BEM OS VOLUNTÁRIOS!


Acesse nossa página no Instagram e Facebook

Instagram: @atitudesolidaria1

Página Facebook

Grupo Facebook


O QUE É O VOLUNTARIADO (PARTE 1)


Olá pessoal!

A partir desta data iniciaremos uma série de publicações sobre VOLUNTARIADO.

O conteúdo de hoje e outros que virão na sequência serão baseados na apostila do Curso VOLUNTARIADO: CONSCIENTIZAÇÃO E AÇÃO SOLIDÁRIA.

Não tenho a pretensão de ser o dono da verdade ou super especialista nesta área, apenas reproduzirei informações adquiridas em muitos anos atuando como voluntário e também dando apoio instrucional a Organizações no sentido de criar áreas de voluntariado. Além disso, a leitura sobre o tema me fez melhorar meus conhecimentos nesta maravilhosa área, e é exatamente esta experiência que vou compartilhar com vocês em diversas publicações aqui neste site.

Aqueles que tiverem informações, inovações ou até questionar qualquer assunto relacionado, fique à vontade para expor as suas ideias. Será muito bem vinda(o) ao

CENTRO DE VOLUNTARIADO VIRTUAL ATITUDE SOLIDÁRIA


Para o inicio desta série, vou começar com uma breve definição sobre o tema.

VOLUNTARIADO: CONSCIENTIZAÇÃO E AÇÃO SOLIDÁRIA

“Onde estiver presente o sentimento de caridade, a solidariedade, uma de
suas variantes, estará também nas pessoas. “
(Alavanca Social)

Mas, o que é ser voluntária(o)?

O(A) VOLUNTARIO(A) É UM(A)
GUERREIRO(A) SILENCIOSO(A) QUE
NÃO BUSCA A FAMA, DINHEIRO
OU OPORTUNIDADE DE
RIQUEZAS, APENAS DÁ O QUE
TEM DE MELHOR!

(Alavanca Social)

O Voluntariado é causa de transformação, progresso, riqueza, crescimento e
alegria. Onde ele está presente é possível observar mudanças maravilhosas e
significativas em todas as suas intervenções, proporcionando a Organizações,
Instituições de Ensino, Empresas e Comunidades, resultados admiráveis
quando existe a sintonia entre todos os envolvidos caminhando com um só
propósito e objetivos.

Um completa o outro e permite a doação em ambos os sentidos, numa força
que impulsiona e permite resultados admiráveis.

Sua força está justamente no desejo de doação individual e coletiva, onde
pessoas com interesse genuíno oferecem o seu melhor, suas habilidades,
dons e capacidades pessoais, intelectuais e profissionais, de forma gratuita,
em prol de causas e projetos de transformação social. Ao mesmo tempo
estão presentes também as Organizações que recebem, orientam e preparam a força voluntária,
para que sua missão seja integralmente cumprida através desta energia que
transforma pessoas e a sociedade em geral.

A fusão destas 2(duas) forças promovem transformações maravilhosas, num processo de crescimento individual e coletivo, gerando a força cidadã que constrói progresso e riquezas a todas as comunidades onde estão presentes.

SEJA UM(A) VOLUNTÁRIO(A) E RESPEITE A SUA ORGANIZAÇÃO!

ORGANIZAÇÃO, RECEBA BEM OS VOLUNTÁRIOS!


Acesse nossa página no Instagram e Facebook

Instagram: @atitudesolidaria1

Página Facebook

Grupo Facebook


 

O mundo da leitura pelos olhos de voluntários


Olá pessoal!

A importância do voluntariado é algo que transcende as ações e razões para sua presença na sociedade.

Amo esta atividade e deixo que ela percorra minhas veias de maneira muito natural, faz parte de mim.

Existem muitas formas de você atuar, diversos segmentos, públicos, locais, etc., sendo importante sempre você realizar suas tarefas com muito amor no coração, se dedicando ao máximo para que ela seja completada com o sucesso desejado.

Hoje estaremos falando da presença de voluntárias(os) com deficiência visual que realizam atividades e, em contrapartida, expandem sua área de ação, adquirindo conhecimentos importantes, colaborando com outras pessoas. Além disso, existem projetos maravilhosos que integram o trabalho de pessoas com deficiência e contam com a ajuda de pessoas que complementam suas atividades.

Este artigo é de autoria da Agência Brasília.

SAULO ARAÚJO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

Com o Clube do Ledor, projeto desenvolvido em centro de ensino especial da rede pública há 14 anos, pessoas com deficiência visual têm ajuda até mesmo para obras em braile. José Bernardo, de 59 anos, recebe auxílio para estudar espanhol.

Os movimentos rápidos das mãos ao digitar na máquina em braile revelam que a cegueira de José Bernardo da Silva, de 59 anos, não é um obstáculo para o estudo. Massoterapeuta e pianista formado pela Escola de Música de Brasília, o pernambucano radicado em Brasília há duas décadas dedica-se atualmente a aprender a língua espanhola — está matriculado no quarto semestre do curso.

José Bernado da Silva opera a máquina de escrever em braile enquanto é auxiliado nas lições do curso de espanhol pela servidora pública aposentada Valéria Maria Werdine. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

Para romper as dificuldades que a deficiência lhe impõe no dia a dia, José Bernardo conta com a ajuda da servidora pública aposentada Valéria Maria Werdine, que todas as segundas-feiras reserva duas horas do seu tempo para ler e auxiliar José Bernardo nas lições de casa.

Valéria integra um time de 60 voluntários inscritos no Clube do Ledor, projeto que existe há 14 anos no Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais do Distrito Federal (612 Sul). Ali, diferentemente de bibliotecas tradicionais, onde o silêncio predomina, vozes em tom baixo substituem os olhos de centenas de cegos. Para ser voluntário não é preciso ter conhecimento prévio em nenhum assunto específico; basta ter vontade e disponibilidade.

São 60 voluntários que participam do projeto Clube do Ledor

José Bernardo tem vasta experiência na leitura em braile, mas avalia que o processo de aprendizagem é mais rápido quando alguém se dispõe a ler. “No braile tenho de fazer cinco ou seis leituras para assimilar o conteúdo; com alguém lendo, peço para repetir duas ou três vezes apenas.”

O livro de espanhol que ele usa no curso não tem inscrição em braile, por isso Valéria torna-se tão importante. “Leio os comandos das perguntas, ele responde, e transcrevo as respostas para o livro. Peço até para ele soletrar as palavras”, relata a voluntária que participa do Clube do Ledor há pouco mais de dois anos. “É extremamente gratificante ajudar uma pessoa tão dedicada a realizar seus sonhos”, diz Valéria, que ganhou uma declaração escrita em braile por José Bernardo: “Você é muito especial para mim”.

Acervo com 2 mil livros em braile

A biblioteca do Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais tem um acervo de 2 mil livros em braile e computadores com programas específicos para a navegação de cegos. Aqueles que se interessaram pelo projeto, mas não têm tempo, podem ajudar a formar o acervo da audioteca. O estudante cego indica o material de interesse, e o voluntário entrega o conteúdo gravado no prazo de um mês. Há mais de 600 livros de literatura, apostilas e outros trabalhos gravados com base nesse método.

A estudante de letras da Universidade de Brasília (UnB) Viviane Santos, de 19 anos, reforça os conhecimentos de língua inglesa com o apoio da leitura da também estudante da UnB Bruna Trajano, de 25 anos. Cega desde os primeiros dias de vida, Viviane considera a leitura dos voluntários uma importante aliada para acumular aprendizado. “Fui alfabetizada em braile, a linguagem que me permitiu o acesso ao ensino superior e me faz ser útil escrevendo o que eu quero. A leitura dos voluntários é uma forma bastante eficiente de complementar esse conhecimento”, avalia.

Bruna Trajano é estudante de letras da UnB e voluntária do Clube do Ledor e dá suporte à leitura de textos do curso de inglês para a também estudante da UnB Viviane Santos, cega desde os primeiros dia de vida. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

Para Bruna, o trabalho voluntário não a faz se sentir especial. Ela entende que é mais uma oportunidade de fazer novos amigos e de reforçar o próprio conhecimento. “Entrar no projeto contribuiu para romper uma fronteira e fazer mais amizades, como em qualquer lugar.”

O diretor do centro de ensino, Aírton Dutra de Farias, destaca que o Clube do Ledor vai muito além do simples fato de alguém com visão ler para um deficiente visual. “A doação dos voluntários é impressionante. Vários alunos já passaram em concurso público e se formaram na faculdade estudando por anos com voluntários. Sem esse trabalho, as dificuldades se multiplicariam”, reforça o docente.

Escola teve representante nos Jogos Paralímpicos Rio 2016

Centro de Ensino Especial de Deficientes foi fundado em 1985. Tem mais de 400 alunos matriculados, encaminhados por outras escolas e por unidades de saúde. Atende estudantes a partir de 6 meses até idosos. Em 1º de setembro, a instituição recebeu a passagem da tocha paralímpica dos Jogos Paralímpicos Rio 2016. A competição, que começou na quarta-feira (7) e termina em 18 de setembro, conta com um representante da escola: Leomon Moreno, da seleção brasileira de golbol. Artilheiro do mundial da modalidade de 2013, Leomon foi eleito o melhor para-atleta brasileiro de 2014.

Como se tornar voluntário do Clube do Ledor

Informações pelos telefones (61) 3345-1631, 3901-7607 e 98471-0730 ou diretamente no Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais do Distrito Federal, na 612 Sul.

 

O Atitude Solidária envia a todos vocês!


Olá pessoal!

O Centro de Voluntariado Virtual Atitude Solidária está feliz com o desenvolvimento dos acontecimentos e resultados, que foram além do planejado para 2018. Na certeza de estar no rumo certo, colaborando com pessoas na prática do voluntariado, ajudando-as a identificarem e conhecerem melhor esta maravilhosa prática de vida, reforçamos o desejo de estar com todos vocês para o aprimoramento das ações do projeto.

Na esperança de encontrar um Brasil cada vez mais solidário externamos nosso desejo para que todos consigam vencer seus desafios, atingirem seus objetivos e ainda tenham um olhar carinhoso para a prática do voluntariado, que tanto bem faz a todos os envolvidos. Feliz 2019 a todos!